Blog Corporativo: Como Gerar Tráfego E Manter Um Público Fiel

Na era digital, sai na frente a empresa que possui estratégias de marketing digital bem estabelecidas, sejam elas focadas em e-mail marketingmídias pagas ou um blog corporativo.

Não que estas estratégias tenham que acontecer separadamente, mas é preciso ter bastante foco em cada um dos seus esforços para garantir resultados. Sendo assim, se estiver em dúvida de qual destas estratégias focar, eu posso lhe afirmar que o blog corporativo é a melhor forma de arrecadar novos leads e gerar tráfego para o site da sua empresa.

Investir em um blog para seu negócio digital lhe dá inúmeras oportunidades de captar a atenção dos clientes que precisam de ajuda para entender certos processos sobre literalmente qualquer área. Você, dono de um negócio com um nicho estabelecido, precisa entender:

  • Quem é seu público alvo
  • Quais as necessidades do público
  • Como eles realizam as pesquisas

Se você conseguir identificar as respostas de cada um desses tópicos, o seu blog corporativo pode vir a tona e ajudar o seu negócio a atingir o sucesso que você sempre sonhou.

Vamos entender a fundo as minúcias de uma das mais bem sucedidas técnicas de marketing de conteúdo?

O que é blog corporativo?

Blog corporativo é um modelo de subsite para uma empresa maior. Digamos que você, dono de um negócio, criou um site para sua empresa e, nele, dispôs de informações como:

  1. Produtos
  2. Serviços
  3. Quem Somos
  4. (talvez) Um catálogo de Produtos Prontos Para Compra

Estas são possibilidades comuns de conteúdo para sites empresariais. Apesar de ser bastante tradicional e de alta credibilidade, o formato “profissional” de um site as vezes gera distanciamento comunicativo entre público e responsável pela empresa. O que é, na maioria das vezes, negativo.

Hoje em dia, o público da internet procura por empresas com as quais eles possam se conectar, entender os princípios, aprender diretamente com os responsáveis, interagir com as publicações e eventos, etc. Enfim, as pessoas querem estar engajadas com o que consomem.

Assim, nasce a necessidade de criarmos uma porta de entrada para os clientes que querem acessar o mundo dos nossos negócios mais a fundo; um modelo de site que permita maior comunicação, melhor visibilidade dos produtos e ainda consiga acessar conteúdo sobre diversos tópicos pertinentes para seu negócio há poucos cliques de distância. Eis a necessidade comprovada de criar um blog corporativo para o seu negócio.

Resumidamente, então, o blog corporativo é a resposta para tudo isso: um site que possa ser direcionado através do site principal, ou encontrado organicamente (por pesquisas no Google). Em seu conteúdo você deve disponibilizar tutoriais, guias, resenhas, artigos sobre tópicos pertinentes, listas de melhores produtos e muito mais. Tudo isso para ajudar e agradar o seu público.

Como Criar o Conteúdo de um Blog Corporativo?

Como Criar o Conteúdo de um Blog Corporativo

Lembra das perguntas que mencionamos na introdução?

  • Quem é seu público alvo
  • Quais as necessidades do público
  • Como eles realizam as pesquisas

Estas 3 questões são os principais guias de como você deve orientar a criação de conteúdo do seu blog corporativo.

Se você ainda não definiu a área de atuação da sua empresa, dê uma olhada neste guia de como decidir em qual nicho atuar. No entanto, se seu negócio já está bem definido, você pode pular para a próxima questão e começar a identificar as necessidades do seu público.

Entender as necessidades do seu público é um processo de empatia, ou seja: se colocar no lugar do cliente para entender o que ele precisa. Para isso, sua persona deve estar definida, então realmente recomendo que leia o artigo de como escolher um nicho.

Com o nicho e a persona definida, é natural que tenhamos ideias do que nosso público precisa. Por exemplo: minha empresa oferece cursos de inglês online para todos os níveis de proficiência e idade (nicho), mas o público foco é menor de idade, brasileiro, e principalmente iniciante; precisam de aulas digitais – portanto não há limitação com local –, equipamentos para a aula (persona).

Lembrando: nosso blog tem como principal objetivo atrair leads e gerar tráfego. Ou seja, o foco é em potenciais clientes, e não em alunos já matriculados, neste caso. Por isso, possíveis conteúdos seriam:

  • Quais os melhores cursos online de inglês?
  • Quais as melhores metodologias para aprender inglês quando criança?
  • Como aprender inglês de casa?

Estas ideias seriam focadas para atrair os clientes mais decididos a aprender inglês e cursar de verdade, portanto são artigos com um grande potencial para atingir boas taxas de conversão, transformando leads em clientes.

Porém, nossos blogs seriam muito limitados se apenas tivéssemos conteúdo para os leads mais definidos. Um blog corporativo de sucesso, inclusive, é aquele que pega um lead com o menor interesse e oferece tanto conteúdo relevante que acaba o transformando em um real cliente.

Portanto, outros tópicos interessantes seriam:

  • Quais os países do mundo que falam inglês?
  • Quais os melhores países para fazer intercâmbio?
  • Como viajar para o exterior?
  • Jeitos mais fáceis de morar fora do Brasil?

E por aí vai. Cabe a você, empresário, compreender o seu público a fundo e começar a listar possíveis tópicos interessantes visando o interesse mais direto da sua persona, bem como tópicos pertinentes, que podem não ser a maior necessidade, mas que provavelmente despertarão o interesse e serão uma porta de entrada para o seu negócio.

Por Que É Importante Entender Como O Público Faz As Pesquisas?

A-Há! Se você estava atento, na parte anterior deste artigo mencionamos a importância de entender como seus leads buscam as respostas para suas dúvidas, mas não cobrimos o conteúdo. Este tópico é tão relevante que é melhor abordarmos em um novo subtítulo.

Pense assim:

Você já ouviu falar daquele banco que a poupança rende 30% ao ano e que frequentemente os juros vão abaixo de zero? É, realmente é difícil conceber a ideia, pois a maioria das poupanças não rendem mais do que 0,15% ao ano, e, bem, os bancos conseguem sobreviver a juros negativos e tornar poupanças lucrativas ao mesmo tempo!?

Infelizmente essa ideia não é real, mas você concorda comigo que se neste momento ela fosse real, o dono deste negócio não seria o banqueiro com o maior número de clientes no Brasil?

Ignorando a possibilidade deste banco acontecer ou não; o fato é que uma ideia maravilhosa como essa, que atrai qualquer pessoa e a converte em potencial cliente desde o momento em que se ouve falar dela, só chegou a você agora, através deste artigo. Isso implica que seus amigos não sabem como chegar nela, e seus familiares e conhecidos também não; ela não foi vista na TV, nem em nenhum lugar.

O que estou querendo dizer aqui é que muitas pessoas tem ideias maravilhosas de negócios, mas elas simplesmente não entendem a importância de se fazer encontrado, ou não sabem como fazê-lo. A verdade é que, independentemente da sua ideia, se fazer encontrado conta tanto quanto a qualidade do produto/serviços oferecido.

Por isso, é crucial que você tenha métodos para descobrir como os leads realizam buscas, e isso só pode ser feito depois de você já ter refletido sobre que assuntos irá falar em seu blog.

Como Saber Como O Público Faz As Pesquisas?

A primeira coisa a sacar aqui é o conceito de palavra-chave.

Palavras-chave são termos extremamente importantes para o conteúdo de um texto ou tópico. Por serem tão relevantes, as ferramentas de pesquisa como o Google fizeram um sistema de busca onde o criador de conteúdo classifica suas páginas através da palavra-chave que mais bem descreve o conteúdo criado.

Se você não sabe do que estou falando, você deve aprender o conceito e as estratégias de SEO.

Voltando às palavras-chave, se o criador de um conteúdo classifica suas páginas através de certos “termos”, é natural pensarmos que os leitores também irão buscar por termos específicos na internet quando tiverem dúvidas. “como tocar violão?”, “como fazer pestana?”, “quais são os acordes maiores?”, e coisas assim.

Já tendo definido quais serão os tópicos que você irá abordar em seu blog, você só precisa garantir que os termos que você utiliza para descrever seus artigos também são buscados na internet.

“Como fazer?” Utilize o Google KeywordPlanner!

Com esta ferramenta, você pode entender o volume de buscas de todas as palavras-chave pesquisadas no Google, inclusive as de sua área. Você também poderá saber o volume da competição e várias outras informações relevantes para lhe ajudar a decidir em quais palavras-chave investir e como planejar o conteúdo do seu blog corporativo.

É gratuita, simples e poderá ser a principal ferramenta para guiar o seu blog.

Como Fazer Um Blog Corporativo Gerar Resultados?

Como Fazer Um Blog Corporativo Gerar Resultados

Tem-se que ter em mente sempre qual o principal motivo pelo qual o blog existe: atrair novos leads e fidelizar o público.

Para atrair novos leads, já fizemos todo um mapeamento de como entender o processo de pesquisa que seu cliente faz, de maneira que você que conteúdo criar. Apesar disso, você já se perguntou “como criar conteúdo para o blog?”. Afinal, não basta apenas saber o que tornar disponível em seu blog corporativo, mas também como disponibilizar o conteúdo.

Para isso, é interessantíssimo que se exploremos os formatos de blog post e aprendamos sobre criação de conteúdo.

Que tipo de mídia usar para o conteúdo do blog?

Antigamente, há muito tempo atrás, falar de blog era sinônimo de falar de texto na internet. Quem aprendia por blogs eram pessoas “disciplinadas” e até “nerds”, pelo menos é o que muitos diziam por aí.

O tempo foi passando e imagens e gifs se tornaram populares, principalmente em blogs sobre a cultura pop, ou com uma pegada mais divertida. Foi aí que, nós, blogueiros, tivemos que começar a nos adaptar ao padrão de comportamento dos leitores.

Textos muito grandes, com parágrafos longos, sem quebras para imagem… sem interação com o leitor… tudo isso foi por água abaixo.

Com a chegada dos vídeos, então, os blogs passaram a ser sites multimídia, com um potencial infinito de falar com os leitores, com diversas formas de interação.

A grande dificuldade agora é pensar em estratégias para prender a atenção do público e tornar a comunicação dinâmica, conectada com as múltiplas mídias, e relevante para o leitor.

Resumidamente, não pense no seu blog como algo limitado a conteúdo escrito: una conteúdo de inúmeras plataformas para falar com o público e atraia o consumidor de vídeos também para o seu blog.

Por fim, como seu blog é capaz de entregar conteúdo em diversos formatos, é natural que cada um dos seus blog posts sejam mais completos do que os seus vídeos. Vamos ilustrar para deixar claro.

Digamos que você esteja fazendo um artigo sobre como criar um site, e em seu canal de YouTube você possui os seguintes vídeos:

  • Como criar cabeçalhos;
  • como criar um blog corporativo;
  • como adicionar produtos ao site;

Você concorda que os três vídeos são mais específicos do que o assunto do artigo? Portanto, em seu artigo, você pode falar sobre diversos outros assuntos relacionados a criação de site, mas quando chegar nos temas dos vídeos criados, você pode contextualizar uma breve explicação e colocar o vídeo ao invés de explicar tudo por escrito.

Só para confirmar: você não precisa redigir todo o conteúdo do vídeo após tê-lo adicionado ao artigo. Seu texto deve conversar com o vídeo, um complementando o outro. Para que seu visitante compreenda seu artigo por completo ele deve interagir com cada formato de mídia que você disponibilizou; elas nunca devem ser opcionais.

Quais os formatos de post para blogs corporativos?

Blogs corporativos tem como foco… é, você já deve estar acostumado(a): gerar leads e fidelizar o público. Portanto, não é segredo que a maioria dos seus posts deve ter como a atração e a nutrição de leads.

O jeito mais fácil de fazer com que uma pessoa encontre seu post é entender as palavras-chave que ela busca, colocar seus artigos nas primeiras páginas do Google com boas práticas de SEO e um bom título, chamativo e que descreva com precisão o conteúdo que virá.

“Okay, estes são conhecimentos que já discutimos anteriormente, então cadê a novidade?”

A novidade aqui é que estas são as formas de atrair o público para o post, mas somente o objetivo de atrair leads foi cumprido. Para fidelizar seu público, a qualidade do seu conteúdo é essencial, e a diversidade de formatos de post que você utiliza é importante para mantê-los sempre interessados.

Vamos começar com os diversos formatos de post e depois discutiremos sobre qualidade de post, ok?

Posts educativos

Posts educativos costumam ser o carro-chefe da grande maioria dos blogs corporativos. Este formato serve para ensinar seu público alguma habilidade importante relacionada ao nicho do seu negócio.

Os títulos deste tipo de post normalmente levam “como fazer…”, “como encontrar…”. Esta informação é relevante para você ter em mente sempre qual é o objetivo deste tipo de post: ensinar o cliente, mas não realizar vendas ou promover seus serviços. No marketing de conteúdo, a relevância do post é crucial; portanto, temos que levar ao pé da letra a função de cada uma de nossas ações e não misturar as coisas.

Apenas com um nicho definido e uma boa pesquisa nas palavras-chave buscadas já podemos pensar em tópicos deste gênero e começar a atrair o público que procura por soluções.

Tutoriais

Com intenção semelhante aos posts educativos, aqui você também focará em ensinar o público. No entanto, aqui não são habilidades gerais de como fazer algo. Seu foco em criar um tutorial é escolher um tópico específico e mostrar o passo a passo de como fazê-lo.

Muito comuns são as vezes em que criamos tutoriais de ferramentas famosas sobre nosso nicho. A Cursana tem, por exemplo, um tutorial de Elementor, o page builder mais popular da internet.

Utilize prints, vídeos e vários recursos para deixar suas explicações mais claras, enriquecendo o conteúdo e facilitando a compreensão do leitor.

Listas e Dicas

Saindo um pouquinho do foco educativo, mas não completamente, encontramos as listas e dicas.

Todos adoram listas, seja porque permitem uma abordagem mais descontraída ou porque elas são fáceis de compreender. O fato é que listar o seu conteúdo e dividi-lo de forma que faça sentido prende a atenção do seu leitor.

“Mas que tipo de listas fazer?” Bom, tudo depende do seu nicho, mas listas comuns são:

  • Melhores ferramentas
  • Melhores maneiras de fazer algo
  • Erros que iniciantes cometem
  • Melhores produtos
  • Melhores Dicas

Você pode trazer dois tipos de abordagens para sua lista: uma mais simples, que apenas faz a indicação e comenta brevemente sobre o item listado. Funciona para quando seu leitor já tem algum conhecimento sobre o que está em jogo, e apenas precisa de uma recapitulação dos contrapontos e vantagens para decidir.

A outra abordagem é mais técnica (e mais relevante), pois além de indicar, também promove e dá inúmeras dicas de uso, como fazer, etc. sobre o produto/serviço em questão.

Notícias e Novidades

Você pode abordar notícias e grandes novidades do mercado da sua área de duas maneiras: como um transmissor primário, que está divulgando o fato pelo fato. Neste primeiro caso, você transformará seu blog em uma espécie de portal, onde as pessoas virão para saber o que há de mais novo.

A segunda opção é abordar uma novidade com uma pegada menos jornalística e mais pessoal. Você pode expor suas opiniões, antecipar dicas e passar previsões sobre como tal novidade afetará o mercado. Nesse caso, se você tiver razão – ou convencer as pessoas de que você tem razão –, seu blog obterá um público extremamente fiel e que virá para seu blog para estar a frente da concorrência, entendendo como utilizar as novidades do mercado em seu dia-a-dia.

Ambas as formas requerem bastante especialização e conhecimento de onde tirar informação. Normalmente, o mercado estrangeiro está a frente do nosso, por isso, caso queira focar seu blog em notícias e novidades, é interessante aprender uma língua como o inglês e ficar atento sobre o que há de mais novo.

Review (resenha) de produto/serviço

Finalmente chegamos naquele objetivo que recompensa os esforços do blogueiro: o post focado em vendas. Repare, porém, que não há como fugir de ensinar algo ao seu público com os seus posts, pois conhecimento é a grande moeda da internet.

Enfim, reviews/resenhas são análises de um produto ou serviço, que podem ser até feitas em formato de comparação entre 2 ou 3 itens ao mesmo tempo.

Normalmente falamos sobre diferenças, diferenciais, custo-benefício, vantagens e desvantagens, para qual público o produto é ideal, etc.

Podemos ser bem francos e pessoais neste tipo de post, pois uma review nada mais é do que o nosso olhar personalizado para um certo produto. Por ter este relacionado pessoal, você tem a liberdade de fazer uma sugestão de compra para seu leitor.

Estudos de caso

Convencer as pessoas é um enorme poder, e, por enquanto, nada é capaz de convencer mais do que uma prova real de que algo deu, e dá, certo. Estamos falando dos estudos de caso.

Um estudo de caso nada mais é do que uma apresentação, em texto, vídeo ou qualquer outra mídia, que demonstra qual foi o passo a passo de uma pessoa que obteve sucesso.

Quanto mais minucioso, pessoal e cheio de relatos originais da pessoa modelo, mais o seu estudo de caso tem a capacidade de tocar, provar e convencer.

Entre os detalhes, você pode relatar como uma grande dor/dificuldade foi superada, como uma certa tática bem planejada driblou uma série de problemas, etc.

Você apenas precisa ter contato com alguém exemplar de sua área que esteja disponível para “bater um papo” e permitir que você conte às pessoas o que aprendeu nesta conversa.

Se você já tem seu negócio há longa data, um dos contatos mais reais que você pode ter é de um próprio cliente seu, que por ter utilizado seus serviços, foi capaz de atingir várias de suas metas e crescer seu negócio. Você estará atribuindo um valor imenso ao seu próprio negócio e inúmeros clientes irão se conectar com o relato e se motivar a serem clientes de longa data.

Divulgação de Eventos

Focado unicamente nos leads que já frequentam seu blog com alguma constância, posts de divulgação de eventos são interessantes, claro, para aumentar o número de pessoas que estarão presentes, mas também para diversificar seu tipo de post. Aprender é sempre bom, mas se seus clientes sentirem que podem até mesmo descontrair um pouco através do seu blog, eles o frequentarão muito mais.

Os posts podem conter webnars, datas para lives, eventos presenciais, coupons de desconto para o ingresso, etc. Você quer chamar a atenção do público para algo especial que está preparando e despertar a atenções dos seus leitores mais fiéis para que eles estejam presentes no dia. Isto é, convencê-los de que é benéfico para eles estar em seu evento.

E aí!? O que achou de todos estes formatos? Está com um arsenal de estratégias formadas para usar em seu blog corporativo? Espero que as ideias já estejam aparecendo!

Eu não sou um bom produtor de conteúdo… O que posso fazer?

Ser um bom produtor de conteúdo requer experiência e algumas qualidades, como ser bom com a escrita, dominar as ferramentas que usa, compreender e saber falar a língua do o público-alvo, entre tantas outras coisas. Realmente não é um serviço fácil.

E claro, não somos obrigados a fazer tudo sozinhos nunca. Existem algumas estratégias que você pode aplicar para produzir conteúdo para seu blog.

Contratar um Freelancer

Existem várias pessoas que estão entrando nesta área agora, cheias de vontade e conhecimento das mais novas plataformas, mas que precisam de experiência para se tornarem grandes profissionais. Este é o caso de grande parte dos freelancers da internet.

Você pode acessar redes como o 99freelasworkana e upwork para achar um freelancer talentoso que poderá se tornar um sócio de longa data. Tenham uma conversa sobre o seu público-alvo, sobre sua marca em si e vários outros detalhes para que tudo esteja alinhado. Então, peça para o freelancer que produza alguns artigos, dê um feedback e decida se o manterá como responsável a longo prazo.

Caso você não aprove o freelancer, seja lá por qual motivo, você pelo menos terá dado uma oportunidade a ele e, principalmente, você terá começado a ganhar experiência em gerar conteúdo para seu blog. Mesmo que você não seja a pessoa gerando o conteúdo em questão, terá o dever de estar sempre acompanhando e julgando se o conteúdo criado está alinhado com suas expectativas e está gerando resultados.

Faça Guest Blogguing

Temos um post que fala especificamente sobre o guest blogguing.

Em resumo, esta prática se resume a trazer um criador de conteúdo de um blog mais renomado ou em ascensão para escrever dentro do seu próprio blog.

Isso não acontecerá com frequência, mas é uma maneira de gerar conteúdo e ajudar ambas as partes a ganhar visibilidade, pois tanto você quanto o “blogguer convidado” estarão trocando audiência.

Como popularizar os posts do meu blog?

Como popularizar os posts do meu blog

Você ficará surpreso se eu te disser que já lhe ensinei várias técnicas para divulgar seu blog corporativo?

É sério! Na internet, a qualidade é uma técnica de divulgação por si só, pois o Google e outras ferramentas de busca investem constantemente em suas ferramentas de ranqueamento. Isto significa que cada vez mais os robôs do Google conseguem ler seus artigos e julgar se eles são bons ou não. Quanto melhores eles forem, mais acima nas páginas de resultado estarão, e maior o tráfego que cada artigo gerará.

Além da qualidade dos artigos, as técnicas de otimização para as ferramentas de busca (SEO) são cruciais. O Google está ficando melhor em ler seus artigos, mas nada impede você de facilitar o trabalho dele com técnicas de SEO e Copywriting SEO. Se você ajudar o Google, ele te ajudará de volta.

Além disso, um blog corporativo está atrelado a qualidade dos produtos e do serviço da marca. Isso significa que seu cliente vira seu leitor, e seu leitor vira seu cliente. É uma estratégia de geração de leads constante.

Ainda assim, existe mais uma coisinha que você pode fazer, que já lhe falei indiretamente, mas quero que você tire um tempo só para esta estratégia: Alinhar o seu blog corporativo com seu marketing de redes sociais.

Como Divulgar O Blog Nas Redes Sociais?

Marketing de Mídias Sociais é uma das principais estratégias de marketing digital hoje em dia, principalmente quando o assunto é criação de conteúdo.

As pessoas gostam de achar que elas estão no controle sobre o conteúdo que consomem, e por isso amam realizar pesquisas no Google, YouTube, Facebook e outras redes. Mas a verdade é que na maioria das vezes elas se rendem a praticidade dessas redes, e ao invés de selecionar a dedo, simplesmente optam pelas recomendações e aquilo que aparece no feed de notícias. Por isso, o conteúdo de redes sociais é uma forma de divulgação imensa!

O primeiro passo é criar os perfis profissionais da sua marca e depois criar uma página no Facebook, Instagram e qualquer outra rede que quiser investir. Atualmente estas duas são quase obrigatórias, mas o resto é opcional.

Então, convide vários contatos para curtir sua página e comece a publicar conteúdo. Pegue cortes dos seus vídeos, títulos dos seus posts, realize uma descrição que engaje o público e comece a direcionar links para seus canais de criação de conteúdo.

Conforme for obtendo sucesso, suas páginas terão maior número de visitantes e você passará a levar o público das redes para o seu blog também. É uma via de mão-dupla mais uma vez.

Não esqueça de instalar botões em seu site para que os visitantes possam deixar um like na sua página e começar a acompanhar o que você posta nas redes também.

Blog Corporativo: Bora criar o seu?

Bom, você já conhece estratégias mais do que suficientes para criar um blog corporativo de sucesso; basta colocar a mão na massa.

Se você ainda não possui seu site criado, confira as melhores plataformas de e-commerce caso seu negócio venha a vender produtos.

Comece a se dedicar para ajudar as pessoas com o seu conteúdo e logo-logo terá sua presença digital estabelecida e seu negócio gerando os lucros que você tanto sonhou.

Amazon Coaching Grátis

Venda 25K Dólares com apenas um Produto no Amazon.

Artigos Relacionados

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

18 − 15 =

- Ana Pereira -spot_img

Últimos Artigos