Yoast SEO: Otimize Suas Páginas Para Alcançar A 1ª Página Do Google

A ferramenta Yoast SEO é uma referência no mercado internacional por sua efetividade em páginas auxiliares de sites e blogs um ranquear bem com mecanismos de busca, principalmente do Google.

Ainda que ela seja popular, seu uso não é o mais simples e claro: a ferramenta nos entrega o que deve ser feito, mas não exatamente como. Mas hoje você vai ver que com um pouquinho de conhecimento de português, atenção e muita paciência, você conseguirá atender a quase todos, senão todos, os requisitos do Yoast.

Para ajudar nessa jornada de aprendizado de uma nova ferramenta, prepare as melhores práticas de SEO com o Yoast que você pode seguir. 

Utilize o Yoast SEO e aumente o tráfego orgânico do seu site para ontem!

Nesse post você verá:

Quem pode utilizar o Yoast SEO?

Uma ferramenta Yoast SEO foi desenvolvida para utilizadores do WordPress. Se você possui um site e já usufrui de vários plug-ins que otimizam seu site de várias formas, o Yoast pode passar a compor o seu arsenal – Se é que já não faz parte dele.

Agora, se você ainda não utiliza o WordPress, mas já possui um site, ou até mesmo ainda nem começou seu negócio, mas está estudando para ele, conheça todos os benefícios do WordPress. Você muito pronunciado por ele para gerenciar o site do seu negócio quando tiver entendido tudo que seus plug-ins poderosos trazem.

O que é SEO?

Basicamente SEO (Search Engine Optimization) são enfocados para que as páginas sejam encontradas pelas ferramentas de pesquisa como o Google.

Uma página que tem suas estratégias otimizadas passa pela avaliação do Google, que a nivela em um “ranking”. Este ranking é um valor oculto, mas é tabelado pelo Google e utilizado para decidir quais páginas aparecerão primeiro de acordo com a busca realizada.

Na prática, quando você realizar uma pesquisa – Por exemplo: Campeonato Brasileiro. A página que possui o conteúdo mais relevante e as melhores estratégias de otimização será a primeira. Depois virão a segunda, terceira, quarta e todas as seguintes, até a última página do Google.

Portanto, SEO é a maior forma de você gerar tráfego orgânico no seu site. Isto é, visitante que espontaneamente vem ao seu site por terem realizado uma busca sobre um tema X e encontrado nos primeiros resultados do Google uma página do seu site.

Você pode aprender tudo sobre SEO e, somado às estratégias do Yoast SEO, você saberá tudo o que é necessário para um site / blog de sucesso.

Como realizar SEO com o plug-in Yoast?

Após ter instalado o plug-in Yoast SEO com sucesso, ao fim da sua página ou no modo de edição por dentro do WordPress, você terá o painel Yoast. Nele você encontrará os seguintes elementos:

  • Espaço para inserção de palavra-chave foco
  • Google Preview
  • SEO Title
  • Slug
  • Meta Description/Metadescrição
  • SEO Analysis
  • Espaço de inserção de palavras-chave relacionadas

Ainda existem outros botões no painel, mas eles são dispensáveis por ora. Você pode ranquear toda e qualquer página dominando somente estes menus aqui.

Você vai aprender a utilizar o máximo de cada um deles, e iremos começar com o mais importante dos elementos do Yoast SEO: Palavra-chave Foco.

Inserção de palavra-chave foco

Toda página encontrável na internet possui uma palavra-chave foco, que é o termo que melhor descreve o conteúdo presente. Sendo assim, só existe a possibilidade de ranquear seu conteúdo com uma única palavra-chave por vez. Portanto, é melhor escolher bem como você irá tentar classificar sua página para o Google.

A sua palavra-chave foco precisa aparecer várias vezes em seu texto, estar presente em vários subtítulos e ser relevante para todos, ou quase todos, os títulos do seu post/page.

Quanto mais relevante a palavra-chave foco é para o conteúdo da página, mais otimizada ela está.

Assim que você escolher uma palavra-chave foco, as “carinhas” do Yoast SEO começarão a aparecer. Entre verde, laranja e vermelho, o Yoast analisa e classifica as páginas de acordo com a eficiência das estratégias de SEO aplicadas na página.

Faça um experimento: pegue uma página do seu site/blog e utilize a palavra-chave que você acredita que melhor descreva o conteúdo da página. Somente ao colocar a palavra-foco já é possível obter uma carinha laranja, mas são casos raros. Na maioria das vezes você irá adicionar a palavra-chave e a carinha do Yoast ainda estará vermelha.

Para melhorar a qualidade do SEO, você precisará compreender os outros elementos do Yoast.

Google Preview, SEO Title, Slug e Meta Description

Estes quatro tópicos aparecerem juntos pois a função dos 4 é a mesma: Explicar para o leitor e para as ferramentas de pesquisa sobre o que cada página do seu site fala.

Google Preview é a maneira como um leitor enxerga as informações sobre o seu site antes de clicar nele, lá na página de resultados de pesquisa do Google. Você pode visualizar a aparência para desktop, bem como para aparelhos móveis.

Somente com uma palavra-chave foco é quase impossível que uma página se ranqueie bem, mas assim que se tenha preenchido o snippet (termo que se refere ao SEO Title, Slug e Meta Description todos juntos, em uma palavra só) já se torna possível.

Elementos da Google Preview

O primeiro elemento da Google Preview é o SEO Title (título SEO). Nele você escolhe o nome da sua página; um título para atrair o leitor até seu site, induzindo-o a se interessar e clicar para acessar a página. 

Utilize sua palavra-chave foco em TODOS os seus SEO Titles e, de preferência, no início dele.

O Yoast geralmente oferece uma configuração padrão de título que pode (e deve) ser configurada para se adaptar ao que for melhor para a otimização da sua página. Para adicionar seu título novo basta “apagar” o que está escrito no campo de título.

O segundo elemento é o “slug”. Este nada mais é do que o complemento do link da sua página. Complemento porque seu site já tem um endereço fixo.

Por exemplo, digamos que seja “merceariadigitalsp.com.br” (qualquer semelhança com um site real é pura coincidência). Cada página deste site deverá ter um “nome próprio”: uma página explicando todos os produtos desta mercearia pode se chamar muito bem “produtos”. Neste caso, o endereço seria “merceariadigitalsp.com.br/produtos”. Esta é a função do slug.

Você deve incluir a sua palavra-chave no slug também, pois seu leitor consegue ver o link do seu site antes mesmo de entrar nele. Se acaso o título SEO venha a ser interessante, o leitor muito provavelmente olhará o link, até mesmo por questões de segurança. Assim, se o link não confirmar o assunto do título, seu leitor irá embora sem acessar seu site, e nem lembrará que já “esteve na porta do seu estabelecimento”.

O próximo passo é a meta descrição. Assim como no SEO Title, tente utilizar sua palavra-chave logo de cara. Se não for possível, pelo menos garanta que ela está lá.

“Meta” é tudo o que fala sobre si mesmo; seu próprio assunto. Logo, a meta descrição serve para resumir seu post. Faça isso de maneira que incentive seu público a clicar no seu site. 

Normalmente a escolha de entrar ou não é feita ao ler o SEO title, mas em caso de indecisão, a meta description é o fator final e decisivo; sua última chance de gerar tráfego através do post/page em questão.

SEO Analysis/Análise de SEO

Se tudo estiver correndo minimamente bem, o seu laranja você já garantiu até aqui. Se o conteúdo da sua página/post já for otimizado, neste momento sua carinha Yoast já estará verde. Mesmo que este seja o caso, não é hora de parar por aqui. Como na escola, ao atingir o verde chegamos na média, mas sempre podemos melhorar para atingir a nota máxima.

O seu primeiro passo aqui é adicionar um sinônimo da palavra-chave: uma palavra de significado similar que tenha bastante ocorrências no conteúdo. 

Por exemplo. Tenho um artigo que a palavra-chave é “otimizar artigos”. Porém, ao redigir o texto, acabei utilizando três vezes a expressão “otimize seus artigos”. Este é um sinônimo relevante: significado próximo e com bastante aparições.

Realizando isto, você fará com que o volume da sua palavra-chave seja maior. No entanto, não cometa o erro de adicionar qualquer palavra como sinônimo só porque ela aparece com frequência: As ferramentas de buscas irão identificar que seu sinônimo é falso e irão simplesmente ignorá-lo.

Logo abaixo, você terá chegado na parte em que a grande maioria dos usuários do Yoast SEO param: correção dos problemas de otimização. 

Aqui o Yoast lhe dirá o que deve ser feito, mas não dirá como. É hora de aprender alguns truques para utilizar 100% da capacidade dessa ferramenta.

Corrigindo os Problemas Indicados Pelo Yoast SEO

Muita gente perde a paciência aqui. Então, antes de começarmos a entender como otimizar a fundo os seus posts com o Yoast SEO, você deve ter em mente que:

  • Mesmo que você entenda todos os conceitos, o plug-in pode ter bugs;
  • O Yoast é compatível a vários page builders, mas a alguns não. Recomendamos que utilize o Elementor para reduzir as chances de erros.
  • Mesmo que o Yoast indique um erro e você corrija ele, o plug-in pode apresentar erro e não reconhecer a sua mudança. No entanto, o Yoast não é o Google: se você corrigir o erro que o Yoast apresentou, o Google irá reconhecer a mudança. Seu ranqueamento subirá mesmo que o Yoast não esteja indicando isso.

Entender isto é crucial para que você não tenha o medo dos seus esforços estarem sendo jogados fora por um mero erro de um programa. Se algo assim acontecer, respire fundo e continue a otimizar.

Corrigindo Erros: Número no Título SEO

Os indicadores do Yoast servem tanto para avisar se está bom, quanto mal. Se você receber este aviso com uma bolinha vermelha ou laranja, a alteração que deve fazer é simples: adicione um número relevante ao seu título.

É comprovado por estatísticas que títulos SEO com números são mais atraentes e geram mais cliques, portanto é considerado até mesmo um requisito SEO hoje em dia. “6 Dicas para emagrecer”, “Melhores Álbuns de 2021”, “12 pessoas que fizeram a diferença no mundo”. Repare que os números transmitem conteúdo e são relevantes para o leitor. Assim, tente realizar os seu títulos também.

Tamanho do Título SEO

Quando você vai adicionar o título-SEO na edição do Snippet, você deve atentar-se aos limites do tamanho do título. Na Google Preview, o Yoast SEO demonstra quando você passa dos limites e parte do seu título deixa de ser visualizável, se escondendo atrás de “…”.

Títulos muito curtos também são um problema, pois eles não especificam o conteúdo e estão deixando a desejar em estratégias para chamar a atenção do leitor. Fique dentro da métrica verde e seus resultados serão melhores.

Tamanho da Meta-Descrição

O mesmo princípio do título SEO se aplica na meta-descrição também: existe um limite máximo e outro mínimo de palavras. Além disso, a edição da meta-descrição é no mesmo bloco do título SEO, lá na Google Preview.

No entanto, as reticências (“…”) não são indesejáveis aqui. Elas servem para estimular o seu leitor a continuar lendo o seu artigo e clicar para acessar o post.

“Você sabia que a terra está em risco? O cometa Nibiru, que atingiria a terra em 2017, ainda pode colidir com a terra até o ano de 20…”

Ficou curioso? Quer saber até que ano é possível, não é mesmo? Deve estar se perguntando: “Será que é até este ano?”

É assim que a estratégia das reticências funcione. Crie gatilhos na mente do leitor que o deixarão com vontade de continuar lendo seu conteúdo, e respeite o tamanho indica pelo Yoast.

Tamanho da Palavra-chave

As palavras-chave podem ser classificadas entre curtas e longas: as famosas short-tail e long-tail keywords. Um exemplo disto seria: “ganhar dinheiro” (curta) X como ganhar dinheiro em 2021” (longa).

Palavras curtas são mais genéricas e tendem a ter mais competição, pois são fáceis de adequar no conteúdo. Já palavras-longas tendem a ser mais efetivas para gerar tráfego por serem mais fáceis de atingir um bom ranqueamento, pois a competição é menor e nem todo mundo tem a criatividade para:

  1. Encontrar boas palavras-chave longas.
  2. Criatividade para utilizá-las naturalmente nos textos.

Se além de dono do blog você também é copywriter, ou trabalha com um copywriter fixo, aqui está o seu foco.

Contudo, não vá exagerar no comprimento da palavra-chave: “como ganhar dinheiro vendendo bottons e camisetas no parque”, por exemplo, é uma pesquisa muito específica e de procura provavelmente não existente. “vender bottons e camisetas” é uma palavra-chave mais adequada, que não reduz as vendas a somente “no parque”.

Não somente por qualidade de estratégias, palavras-chave longas demais não ranqueiem e diminuem a otimização. 6 palavras no máximo.

Utilização Única da Palavra-chave

Para um negócio de cursos de idiomas, a palavra-chave “curso de inglês” pode ser extremamente relevante a ponto de estar presente em todos os artigos e quase todas as páginas do site. Apesar disso, o dono do site deverá entender qual é a página onde esta palavra-chave mais tem relevância e utilizá-la somente na melhor alternativa.

Por quê? Porque se ranquearmos mais de uma página para uma mesma palavra-chave, estaremos gerando “canibalismo”. Isto é, estaremos gerando competição para nós mesmos.

A prática de canibalismo não é saudável e, além de não estarmos otimizando as estratégias para ranquearmos uma página específica para cada termo-chave, receberemos punições no ranqueamento.

Links Internos

Este é um dos critérios mais importantes, senão o mais importante de todos!

Links internos servem para você indicar outras páginas do seu site para que o seu leitor se mantenha mais tempo com você. Isto é crucial porque quanto mais tempo uma pessoa passa com você, mais chances dela gostar do que você faz. Assim, mais chances de você vender um produto/serviço a ela.

Além disso, artigos que enviam links para outros artigos, vídeos ou páginas de vendas tendem a ser mais relevantes. Afinal, eles não são meramente um artigo e fim… eles têm continuidade e oferecem maneiras de um leitor se conectar uma rede quase infinita de conteúdo, podendo solucionar vários problemas e dúvidas acessando somente um site.

É este tipo de rede que você deve tentar criar com o seu conteúdo, e o Yoast SEO lhe ajuda a perceber se pelo menos cada um de seus artigos possui um link. Este é o valor mínimo para trabalhar, mas se for possível adicione mais.

MAS LEMBRE-SE: Os links devem ser relevantes. As ferramentas de pesquisa conseguem ver se o conteúdo do seu link é relevante para sua página. Por isso, se seu link for aleatório, seu ranqueamento cai.

Links de Saída

Da mesma forma, trabalhar com links de saída é extremamente importante para expandir o alcance do seu conteúdo. Assim como no mercado de trabalho precisamos da ajuda de outras pessoas, na internet é o mesmo: você não pode ser o programador de cada um dos aplicativos que recomenda, certo!?

Uma estratégia bastante utilizada é a recomendação de links afiliados. Assim, quando seu público clica num link de saída e, de fato, sai do seu site, ele pelo menos poderá estar efetuando uma compra da qual você também terá ganhos em cima.

Sendo assim, você deve tentar conseguir afiliação com os melhores produtos/serviços do seu ramo. Só assim você poderá fazer uma indicação genuína e não só porque “possuo afiliação”.

Tenha o que dizer sobre suas recomendações e transmita confiança ao executar uma chamada. Seu público muito provavelmente voltará ao seu site logo após ter realizado a compra (ou qualquer outra chamada-para-ação), pois a sua indicação foi relevante para ele solucionar um problema. Logo, ele passará a confiar em que você e irá querer saber mais e mais.

Alt Text da Imagem

Imagem? Sim, elas são relevantes para o conteúdo do seu blog.

Com o sucesso dos vídeos, os blogs tiveram que passar por adaptações drásticas para sobreviver: o recurso visual passou a ser crucial para que seu post seja lido.

Você deve adicionar imagens que descrevam seu conteúdo e descrever um índice chamado “atributo alt-text”, que nada mais é um minitexto que define o assunto da imagem. Tente utilizar sua palavra-chave no alt text da imagem, mas não faça isso para todas elas. Se fizer, o Yoast SEO ficará bravo e lhe mostrará que está exagerando na inclusão da palavra-chave, perdendo relevância.

Comprimento do Texto

O tamanho do texto também é relevante. É possível que artigos de 500, 600 palavras se ranqueiem bem? É sim! Com certeza.

No entanto, se surgir um artigo tão otimizado quanto, com a palavra-chave sendo tão relevante quanto, mas com o tamanho do texto maior, o Google dará prioridade àqueles que “falam” mais.

Não se apegue tanto a este indicador ou você poderá forçar conteúdo e diminuir o ranqueamento do seu post porque se forçou a escrever mais. No entanto, se você tiver cumprido todos os requisitos SEO, mas ainda assim seu artigo não estiver entre os melhores, aumentar o tamanho dele pode ser o passo que está faltando para atingir a primeira página do Google.

Palavra-chave no parágrafo de introdução

Ao começar seu texto, inclua logo a sua palavra-chave. Seu leitor verá de cara que aquilo que ele procurou realmente é relevante e as ferramentas de busca conseguirão ler melhor o conteúdo da sua página, então serão dois ganhos em um.

O Yoast SEO costuma ter problemas com este índice. Existem bastante fóruns de usuários reclamando que a palavra-chave está inclusa no primeiro parágrafo, mas o Yoast não reconhece.

Como já mencionamos anteriormente, se isso acontecer, não entre em pânico. Muito provavelmente foi apenas um bug do Plug-in e o Google, o seu grande alvo, conseguirá reconhecer sua palavra-chave sem maiores problemas. Apenas garanta que ela está lá.

Densidade da Palavra-Chave no Conteúdo

Utilize sua palavra-chave com frequência, mas não exagere. Como quase tudo que já mencionamos neste artigo, o segredo é a importância que ela tem.

Não é uma regra, mas utilizar sua palavra-chave uma vez a cada 150, 175 palavras fará com que sua palavra-chave tenha uma boa densidade e ainda tenha uma boa distribuição, que é o próximo tópico em questão.

Distribuição da Palavra-chave no Corpo do Artigo

Não adianta ter a palavra-chave em massa no início do texto, mas ao longo do artigo ela não aparecer; ou aparecer, mas muito pouco. Se isso acontece, é um grande indício de que seu conteúdo não é relevante para a sua palavra-chave.

Ao criar conteúdo, tente manter sua palavra-chave presente a cada 150, 175 palavras. Claro, este é um valor ideal: vão ter vezes que ela surgirá novamente em 50 palavras, e outros casos ela só aparecerá depois de 300. Ainda assim, você deve buscar uma frequência, para que, quando chegar no final, você não precise identificar seu erro pelo Yoast SEO e ter que depositar esforços para alterar o texto que você acabou de criar

Palavra-chave Nos Subtítulos

Subtítulos são cruciais para guiar o leitor pelo seu texto. Conforme for quebrando seus textos em partes, procure não deixar sua palavra-chave esquecida. Adicione-a naqueles que ela pode encaixar e complementar o sentido.

Não a repita em todos, porém, e nem com muita frequência.

Com estes passos a passo, não há como não conseguir otimizar seus artigos no Yoast SEO, conseguindo as tão almejadas carinhas verdes.

Embora o conteúdo já esteja bastante extenso, ainda existe um outro tópico crucial para o ranqueamento do seu site, e que o Yoast consegue cobrir e dar uma boa ajuda a melhorá-la:
a legibilidade.

Como melhorar a Legibilidade dos Artigos com o Yoast SEO?

A legibilidade do texto é um mix de fatores que indicam se seu texto está agradável de ler ou não. A ferramentas do Yoast SEO foi a pioneira em oferecer informação em massa tanto para realizar estratégias de SEO quanto em melhorar o conteúdo. 

Não suficiente, o Yoast ainda oferecer auxílio da legibilidade em todas as línguas para as quais ele está disponível para realizar SEO, inclusive o português brasileiro.

No entanto, como muito percebemos ao estudar português na escola, a língua é arbitrária, possui muitas regras (e exceções às regras) e o uso na prática é bastante diferente do teórico. Portanto, alguns dos indicadores do Yoast SEO podem não ser os mais precisos.

Mesmo assim, a ferramenta é a melhor disponível no mercado e lhe ajuda a compreender e organizar o texto em diversos aspectos. Abaixo, uma lista dos principais tópicos que a análise de legibilidade aborda:

Tamanho dos Parágrafos e Frases

Pouco acima, mencionamos que os blogs tiveram que passar por uma adaptação gigantesca para continuar vivendo e sobrevivendo na era dos vídeos. Mais do que nunca, recurso visual é crucial para que as pessoas se interessem em seu conteúdo.

Assim o conceito de “escaneabilidade” se popularizou: tudo o que se coloca em um blog deve ser facilmente escaneável, permitindo que o leitor olhe para cada parágrafo e consiga entender sobre o tópico em questão.

Nesse sentido, frases e parágrafos longos demais atrapalham a capacidade do leitor de “bater o olho” e já reconhecer o conteúdo minimamente que seja. Então, para facilitar a leitura, mantenha suas frases como no máximo duas linhas, e os parágrafos com no máximo cinco linhas.

Uso de Títulos e Subtítulos

Mesmo que seus parágrafos e frases sejam curtos, se você criar um texto de 300 palavras ou mais sem quebra de títulos e subtítulos, seu leitor não conseguirá escanear nada. Portanto, para ajudar seu público, você deve aprender a utilizar os recursos [h1], [h2], [h3], […] e dividir seu conteúdo em etapas.

  • H1 é título principal. Apenas ele deve ser o H1 de seu artigo.
  • H2 são todos os subtítulos que abrem grandes discussões.
  • H3 são títulos menores que servem para especificar o conteúdo das grandes discussões.
  • H4 e os seguintes somente são utilizados para discussões e explicações ultra específicas dentro de outras discussões específicas.

Títulos e subtítulos quebram a sequência do texto, demarcam a mudança de assunto, resumem e apresentam o tópico que virá a seguir e ainda dão espaçamentos entre parágrafos. Tudo isso junto torna seu texto 1000x mais escaneável e agradável à leitura.

Repetição de Palavras no Início de Parágrafos

Para quem é redator/copywriter, este é um dos erros mais difíceis de não cometer: muitas vezes possuímos vícios de como nos expressar, e temos a tendência de começar parágrafos da mesma forma.

O Yoast SEO analisa e mostra para você quando você falha em reconhecer que deixou este vício acontecer novamente. Utilize-o para se libertar da repetição e monitore sua escrita, até que naturalmente passe a ter mais ideias de como introduzir um assunto. Aumentar seu volume de leitura também pode ajudar!

Palavras de Transição

Palavras de transição são conectores que ligam uma oração ou frase à outra. “mas”, “então”, “além disso”, etc. Existem inúmeras formas de se expressar, mas infelizmente nem todas são reconhecidas. 

Aqui começam os problemas e as limitações do Yoast SEO para legibilidade: a língua é mutável e a atualização da ferramenta não acompanha tais mudanças.

Você consegue dizer qual foi a última reforma ortográfica e quais foram as regras de acentuação e utilização de hífen que mudaram? Pois é, eu também não! Logo, como vamos exigir que a ferramenta tenha aprendido tudo, não é mesmo?

O Yoast SEO não consegue reconhecer certas palavras de transição como “porém”, “além do que”, “além do mais”, “mesmo assim”. Palavras que antigamente possuíam um uso coloquial e não culto, mas que hoje em dia são extremamente comuns.

Além delas, ainda tem às que sofreram com a mudança ortográfica como “consequentemente” e “por consequência”, que deixaram de ter o trema, e portanto, não mais identificáveis pela ferramenta. Contudo, se escrevê-las com o trema, o Yoast as contabiliza como palavras de transições.

Não tem jeito: é testar e ver quais são identificáveis e quais não. Para isso, o Yoast SEO conta com a ferramenta de visualização de erros: um olhinho do lado do problema, que, ao ativá-lo, os erros ficam visíveis. Faça algumas anotações para lembrar quais são identificáveis. 

Abaixo, deixo uma lista das que eu mais utilizo porque sei que o Yoast reconhece:

  • Mas
  • Contudo
  • No entanto
  • Entretanto
  • Embora
  • Então
  • Portanto
  • Nesse sentido
  • Além disso
  • Sendo assim
  • Afinal
  • Assim
  • Pois
  • Porque
  • Ainda assim
  • Bem como
Uso da Voz Passiva

Voz passiva: outra dor de cabeça. É inegável que a voz passiva tende a ser mais formal e culta do que a voz ativa, e muitas vezes pode causar estranhamento. No entanto, em muitos casos sua frase soará simples e apropriada, mas o Yoast estará lhe cobrando que diminua a quantidade de voz passiva utilizada no texto.

E ele está correto! O Yoast utiliza uma métrica inteligente para medir a dificuldade de leitura do seu texto, chamada Flesch Score. Cada vez que você utiliza voz passiva, cria frases longas, ou uma série de outros uso gramaticais, o flesch score baixa, e isso quer dizer que menos pessoas conseguem ler e apreciar seu texto pela dificuldade dele.

Blogs ficaram populares pela leitura mais tranquila em comparação aos livros e artigos acadêmicos: é uma forma rápida e prazerosa de aprender. Portanto, sua escrita deve ser simples e atingir o máximo de pessoas o possível.

Mesmo que para você a voz passiva esteja clara e simples, para um leitor pode não ser. Não exagere no uso dela e tente deixar seu texto o mais simplificado e escaneável o possível.

Yoast SEO: a ferramenta que te leva para a primeira página do Google

Agora que você desbravou todos os truques e segredos do Yoast e já é capaz de realizar o SEO dos seus textos e páginas sozinho(a), é questão de tempo para elevar o tráfego orgânico do seu site.

Continue estudando estratégias de SEO e invista na otimização do seu conteúdo para continuar gerando leads. Reforce suas estratégias de marketing (utilizando email marketing para ajudar a divulgar seu conteúdo, por exemplo).

Boa sorte em sua jornada!

Related Articles

2 COMMENTS

  1. […] se perguntou como fazer para que o público ache seu site em uma pesquisa no Google? Para isso, você precisará otimizar seus textos com técnicas de SEO (Search Engine Optimization). Por te colocar nos primeiros resultados do Google, o SEO trará mais […]

  2. […] se perguntou como fazer para que o público ache seu site em uma pesquisa no Google? Para isso, você precisará otimizar seus textos com técnicas de SEO (Search Engine Optimization). Por te colocar nos primeiros resultados do Google, o SEO trará mais […]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Latest Articles