8 passos: Um guia rápido de como abrir uma loja virtual
Como ter resultados com blogs nas empresas

Como Abrir Loja Virtual: 8 Passos Para Dar Vida A Um E-Commerce

Desde a pandemia do COVID-19, o mundo passou por várias mudanças, principalmente nas áreas do comércio e tecnologia. Para solucionar os problemas que o distanciamento social causou para as vendas, a solução para os empreendedores foi investir no e-Commerce.

Por isso, vamos passar um guia rápido de como abrir uma loja virtual para que, você que ainda não entrou nessa, possa se atualizar ao mercado e otimizar suas vendas.

Não seja deixado para trás pela competição nunca mais. Acompanhe também todo o conteúdo que o Cursana tem para lhe oferecer.

1. Escolha seu nicho

Se você acompanha nosso conteúdo, é muito provável que você já tenha definido o seu. No entanto, vamos abordar a melhor forma de escolher seu nicho aqui.

Para escolher seu nicho, você deve olhar para si e conhecer o que você consome.

É muito difícil obter sucesso vendendo algum produto que você não conhece, afinal de contas você quer demonstrar a utilidade de um produto e dar muitos detalhes sobre ele. Além disso, quando consumimos muito de algo, temos a tendência de gostar daquilo. Como consequência, somos mais incisivos e convincentes quando gostamos do assunto/objetivo sobre o qual falamos.

Faça uma lista do que você mais consome e conhece para refletir sobre o que irá criar. Moda, artigos esportivos, cosméticos, eletrodomésticos, etc. Mesmo que sua área pareça muito competida, você ainda pode se destacar com boas campanhas de marketing e algumas estratégias que iremos mencionar ao longo do artigo. Pense nos produtos que você mais conhece e dê foco a eles.

2. Conheça seu nicho

O primeiro passo é conhecer a si mesmo, o próximo é conhecer os outros.

Você começou sua jornada de autoconhecimento refletindo sobre seus interesses e capacidades. Agora que já definiu seu segmento, é hora de conhecer seus produtos ainda melhor.

Você já deve ter um bom conhecimento sobre sua área e uma ideia de quais produtos estão em alta. Procure conhecer outros produtos do mercado também e estabeleça uma “wishlist”, mas, no caso, apenas para idealizar quais produtos serão vendidos em sua loja virtual.

Apenas opte por vender produtos que você acredita que sejam bons. Dessa maneira você obtém credibilidade; procure vender os melhores do mercado em termos de qualidade, custo-benefício, popularidade, crescimento de vendas pós-lançamento, etc.

Um Guia Rápido De Como Abrir Uma Loja Virtual

Lembrando: esta é uma idealização para você se preparar para criar sua loja virtual, não uma lista de produtos que você vai ter em sua loja. As coisas podem mudar até a hora de disponibilizar produtos em sua loja virtual.

O próximo passo, então, é conhecer aos outros. Aqui, quem mais importa é seu público: Quem são? Qual a idade? Onde moram? Quanto tempo passam lendo resenhas de produtos? Que linguagem falam?  

Você precisa ter essas respostas na ponta do lápis para tomar certas decisões para o seu negócio. Decisões estas, que o levarão a conquistar seu público-alvo. Mas como vamos saber essas questões logo de cara se não temos clientes ainda?

É aí que entra a importância máxima de você ser um consumidor daquilo de vende. Se você olhar para si, entenderá pelo menos metade dessas questões logo de cara, pelo menos para uma abordagem inicial. Conforme for vendendo e expandindo, você deverá interagir com o seu público comprador para saber tudo o que for necessário para guiar sua loja ao sucesso.

Quando tiver uma imagem de cliente idealizada, isso será o que chamamos de “persona”. Faça qualquer ação dentro do seu negócio pensando em sua persona.

3. Crie sua identidade visual

Todos somos conhecidos por uma determinada característica que possuímos. “Fulaninho é o intelectual da família”, “Siclaninho só dá problemas!”

Na área de negócios, funciona assim também para as empresas, principalmente na internet.

Com o intuito de criar uma boa identidade visual, você deve conhecer os elementos que a compõem e como conectá-los entre si. 

Os principais elementos gráficos são: Nome, Logo, Slogan e Cores. Cada um deve estar conectado com o outro.

Por exemplo: Quero criar uma loja de bebidas geladas para menores de 18 anos: refrigerantes, sucos, chá-gelados, lacticínios e até sorvetes podem ser vendidos. Você percebeu que todos esses elementos dão a sensação de refrescância? Uma palavra que historicamente tem bastante potencial de trabalhar com esta sensação é a palavra “Fresh”. Vou utilizá-la em meu nome então.

Nome: Fresh-Drinks

Confira sempre se já existe uma marca com o seu nome!

O logo deve seguir esta ideia de refrescância, que é a ideia base do projeto. Outra interação interessante é com o nome, mexendo com as iniciais “F-D”. Portanto, posso desenhar um logo que traga referências a gelo, água, gotas, etc. e uma fonte-escrita que também transpasse estas sensações.

Já as cores, também devem respeitar minha linha de refrescância: Azul, branco ou verde são as cores mais recomendadas.

Por fim, o slogan. Este deve ser convincente e único, e deve, também, respeitar a linha de pensamento da nossa identidade visual. “Por dias mais refrescantes”, por exemplo.

Claro, você poderia muito bem deixar todo este trabalho para uma agência especializada. Porém, só de você pensar e idealizar seu projeto, a equipe que realizará o trabalho gráfico fará o serviço bem mais rápido e entregará um resultado muito mais próximo do que você tem como ideal. Além de, claro, poder poupar alguns trocados, pois você já fez parte do serviço da agência.

4. Registre seu domínio

Domínio é o seu endereço eletrônico, pelo qual o cliente vai poder acessar seu site através de um navegador. O “www…”, sabe?

Para isso, você precisará contratar um serviço de hospedagem. Conheça mais sobre estes serviços com um guia de serviços de hospedagem que a Cursana preparou para você, logo aqui.

5. Escolha um tema para sua loja

O tema é o grande finalizador da sua identidade visual. Ele irá compor o layout de muitas das principais páginas do seu site e irão afetar fortemente a experiência do cliente ao buscar um produto em seu site.

Existem aqueles que são pagos e aqueles que são gratuitos. Dê uma olhada no guia de temas que o Cursana preparou para você, logo aqui.

6. Encontre fornecedores dos produtos da sua “Wishlist”

Pegue a sua colinha e vamos pôr a mão na massa!

Inicialmente você não precisa montar um estoque completo para a sua loja: foque em vender dois ou três produtos que você acredite que possam ser os carros-chefes da sua loja. Monte um pequeno stock, que caiba no seu bolso e utilize estes produtos para começar.

Para encontrar fornecedores, faça uma boa pesquisa no Google e na concorrência. Compare preços, diversidade de produtos e qualidade de atendimento, afinal mesmo que agora sejam poucos produtos, você ainda fechará muitos negócios com seu primeiro fornecedor quando estiver prestes a acabar com seu estoque.

Conforme for se estabelecendo, procure por novos fornecedores. Mesmo que você não troque o seu inicial, é sempre importante garantir que o seu negócio está sendo o mais lucrativo o possível. Às vezes, alguns fornecedores podem oferecer propostas melhores do que a que está em uso. Sendo assim, sempre confira as possibilidades.

7. Coloque seus produtos na loja

Se você estiver seguido as dicas do guia de templates do Cursana, a este ponto você terá escolhido um tema que facilitará o processo de atualização de produtos. Realize descrições focando na eficiência e na qualidade dos itens que quer vender e estabeleça um bom preço.

Inicialmente, dois fatores dão o preço do seu produto: os seus custos e o valor da concorrência. Você precisa cobrir seus gastos, mas ainda assim manter um preço que venda.

Conforme for expandindo e atribuindo mais credibilidade à sua marca, seu preço poderá ser mais alto do que os preços da competição, e ainda assim você gerará vendas.

Por fim, adicione possibilidades de pagamento em cartão de crédito. No Brasil, o PagSeguro e o PayPal são bem populares. Além disso, são muito simples de se instalar, sendo uma das melhores opções iniciais.

8. Invista em Marketing Digital

Não adianta ter o melhor produto e os melhores preços se você não vai ser encontrado! Qualquer atividade online, como abrir uma loja virtual, precisa ser otimizada para as ferramentas de busca como o Google, o Bing e o Yahoo!.

Muitas coisas você mesmo pode realizar sem nem precisar de uma agência especializada. Principalmente no início, as práticas mais básicas devem ser realizadas por você para que o processo de estabelecer uma loja virtual faça sentido e que você possa replicar a criação caso queira montar uma nova loja novamente sem ter que investir demais.

Algumas das atividades mais importantes de Marketing Digital são:

1. Criar páginas profissionais nas redes sociais: Instagram e Facebook são as redes mais básicas; Twitter, YouTube e até o LinkedIn também são muito bem-vindas. Existem também outros portais específicos de cada nicho, por isso realize pesquisas afim de descobrir para que outros sites seus clientes vão.

2.  Promover seus produtos em suas páginas: Para fazer sucesso em qualquer prática na internet, como abrir uma loja virtual, você precisa de conteúdo relevante. Realize resenhas e reviews em diferentes formatos (vídeos, textos, áudios, etc.) e divulgue seus produtos de uma maneira convincente, que agregará conhecimento a quem assistir, ler ou ouvir seu conteúdo.

O marketing digital vai muito além disso e ele é com certeza o maior segredo para o sucesso na internet. Continue acompanhado o conteúdo do cursana.com para conhecer as melhores estratégias de marketing digital e as mais atualizadas formas de promover seu negócio em meio a um “lugar” tão amplo como a internet.

Como abrir uma loja virtual: Estou pronto?

Sim, você está pronto! Você já idealizou seu projeto, conheceu a si e aos seus clientes, bem como seus concorrentes; estudou, idealizou e compreendeu o processo de criação de identidade visual, conheceu os benefícios e os requisitos de serviços de hospedagens bons e estudou os melhores temas do mercado. Também, procurou bons fornecedores, criou seu primeiro estoque, fez o cartaz desses produtos e os disponibilizou em sua loja. Por fim, promoveu seus produtos nas redes sociais e continuou a expandir o seu conhecimento de marketing digital!

UFA! Pode até parecer simples, mas este é um processo bastante complexo, que requer muita atenção e dedicação!

Se você leu atentamente até aqui é porque realmente está buscando atingir o negócio de sua vida, e com certeza você sabe como abrir uma loja virtual. Siga o passo a passo sem pular nenhuma etapa! Nossa equipe fica extremamente grata em lhe ajudar a desenvolver seu e-commerce do zero.

Sign Up

Sobre mim

Meu nome é Ana Paula, sou brasileira e, nascida em família humilde, tive que começar cedo na minha vida profissional. Ter mais de 30 anos de experiência em vendas.

Posts Recentes

Siga-me

Guia Completo do Blogueiro Iniciante - Download Agora! ⬇

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest